segunda-feira, 31 de Março de 2014

"...IIª Inatel Piodão Trail Running...."

...mais um Soberbo Desafio d´Aventura, numa "Voltinha" de 50km » 2818m D+ repleto entre tudo o que o compôs, provando justiça na aplicação das palavras "Trail Running", algures, pelos trilhos da serra do Açor, que por entre curvas e contracurvas chegamos a magnifica aldeia do Piodão, uma das mais belas aldeias de Portugal,  classificada como imóvel de interesse publico desde 1978...
...entre os morros desta serra, esconde-se uma aldeia de lousa e tradição que se ergue encosta acima, em becos estreitos e casas alinhadas com pequenas janelas de cor azul...
...vista da Aldeia do Piodão...
...por aqui dizem que se pode beber uma boa aguardente de mel ou provar mel de avelãs, como também realizar diversos Desafios d´Aventuras, tornando a visita mais agradável, pois a natureza ofereceu á aldeia toda a grandiosidade da Serra de Açor, repleta de uma beleza indiscutível...
...interior da Aldeia do Piodão...
...a agua que corre no vale, salta nas quedas de agua, o som que emite no silencio da serra e o ar puro que se respira não tem comparação, entre o verde arrebatador e as casas de lousa, o traçado típico da arquitectura como a brancura da igreja medieval...
...foi assim que vivi no Piodão, um dos melhores Desafios d´Aventura em Trail Running, entre um magico cenário natural, disperso por 50km com 2818m D+ de extraordinários e duros trilhos, sobre a batuta de mais uma organização da Associação Desportiva "O Mundo da Corrida", desta feita conjuntamente com a fundação Inatel...
...gráfico de altimetria do Desafio 50km...
...anteriormente, após alguns imprevistos de ultima hora no decorrer do final de tarde de sexta-feira, tudo se conjugou de seguida, de forma a que a Aventura tive-se inicio pela madrugada de sábado, sendo a alvorada pelas 4h15 e saída de Portalegre pelas 5h, numa viagem entre a Boa companhia dos Amigos, Nuno Rodrigues, um devorador de curvas, e os Vicentinos, José Presado, Daniel Dias e Emanuel Machado, que devido as suas excelentes prestações no Trail de 21km, classificaram os Vicentinos no 2º Lugar por Equipas...
...companheiros de jornada!!!
...na medida em que os km passavam, aproximávamos-no do Piodão, observando a paisagem em nosso redor, conjuntamente com as informações que dispúnhamos, prevíamos que nos esperava uma árdua jornada de luta entre as montanhas!!!
...assim que chegamos, cheios de alento e com a moral em alta, foi tratar do processo de secretariado, ultimar os restantes preparativos, e deslocar-me para caixa de 0km, realizar controlo de material obrigatório e aguardar pelo inicio do desejado Desafio entre o sempre agradável reencontro de Amigos destas artes...
...inicio do Desafio...
...após o seu inicio, sai cauteloso, encontrei o meu espaço, o meu ritmo de forma defensiva, pois o decorrer dos km, ira colocar cada qual no seu tempo e espaço, e assim fui contemplando tudo o que me rodeava, o cenário assim o exigia, enquadrando um grupo composto por inúmeros participantes que se partiu no 1º PAC » aldeia Chãs de Égua » 5km, onde tive que parar para destrancar a válvula interna da minha mochila de hidratação que devido a uma incorrecta colocação me impossibilitava de aceder ao pretendido liquido...
...foto com grupo Montanha clube Trail Running/Louzan... 
...assunto resolvido, agrupo na companhia de elementos do Montanha Clube Trail Rinning/Louzan e enfrentamos a escalada da primeira montanha do dia, que após de conquistada nos transporta numa descida técnica ate ao 2º PAC » aldeia Malhada Chão » 16km, local onde se dividem os dois Desafios e entre um animado grupo musical composto por gaitas de foles e bombos, reencontro o Compadre Alentejano Vitorino Coragem que em serviço naquele abastecimento me aconselhou a prosseguir com calma...
...Pico da Cebola 1400m alt. "Pirineus do Piodão"... 
...os conselhos dos mestres, tem que ser levados em conta e assim permaneci, desta feita na companhia de dois companheiros do norte, que se preparam para abraçar a edição da UTMB/2014, e conjuntamente iniciamos  a escalado da maior montanha do dia, o Pico da Cebola, com 1400m altitude, onde o esforço foi compensado pelo deslumbrante cenário de neve, com um nevoeiro em movimento, transportado pelo vento gelado e agreste que nos fazia descer ate ao 3º Pac » sitio da Covanca » 25km...
...algures pelos trilhos das Serras de Açor » Piodão...
...metade do Desafio estava conquistado, continuei determinado, consciente e fui progressivamente empurrando o corpo entre os trilhos técnicos, exigentes, desgastantes num sobe e desce constante, mas únicos, deslumbrantes, parecia que permanecia dentro das ilustrações dos livros da Anita, atingindo assim o 4º Pac » sitio da Fornea » 32km...
...neste abasteci e escutei para retemperar forças, para a escalada que se seguia, a qual provou ser devastadora, foi um caminhar quase de gatas por entre uma super inclinação com muita pedra solta, durante 3km +/- 50´ de tempo e muita energia gasta, recompensada pela satisfação na sua conquista e pela contemplação das vistas em todas as direcções...
...aproveitei a descida para recuperar, ainda que na mesma nem sempre era possível, era técnica e com piso irregular em determinados locais, exigindo concentração e massacrando as pernas e o corpo, que desejava alcançar o 5º Pac » sitio dos Penedos Altos » 36km, onde cheguei com dores no estômago, possivelmente devido a ingestão de um gel...
...entre algum sofrimento, continuei empurrando o massacrado esqueleto, que aos poucos foi combatendo sensações e pensamentos negativos, pois reconheço o estado físico/mental em que me encontro ainda não e o desejável, mas era necessário avaliar o trabalho que tenho vindo a desenvolver, após uma forçada paragem no passado ano, sabendo eu, que se estava a sofrer era porque me estava a fazer bem, era muito bom estar por ali e para comemorar tudo aquilo nada melhor que tentar aumentar o ritmo na ascensão do ultimo prémio de montanha que me faz atingir o 6º PAC » alto do Colcurinhos » 41km...
...somos informados que se segue uma descida com 6km, com bom piso, num trilho de terra em forma de Z devido a sua inclinação onde saio em grupo, mas depressa arrisco e me vou embora sozinho, chegando insulado ao ultimo e 7º PAC » aldeia Foz Égua » 47km, onde assim que entro no trilho técnico que dava acesso ao mesmo sou arrasado por fortes cambras nas pernas, permanecendo ali trancado durante alguns instantes e sendo ultrapassado não só pelos companheiros que comigo iniciaram a descida, mas também por alguns que vinha de trás...
...entre algumas cambras musculares!!!
...aguentei as dores, massajei, alonguei, abasteci e continuei completamente estoirado, reflectindo que a descida tinha-me levado aos limites, partiu-me as pernas por completo, a mudança de trilho, a abordagem do mesmo tinham contribuído para me encontrar naquele miserável estado...
...nada havia a fazer senão recuperar o melhor possível e encontrar o ritmo certo no serpenteado trilho que me transportava na subida final, composta pelos 3km finais, pois desejava saborear o insuflável final, localizado junto do Inatel Piodão Hotel, que servia de base a toda a estrutura organizativa do Desafio e de onde tinha partido a algumas horas atrás...
...Foz d´Égua...
...e assim fui progredindo metro a metro, passo a passo, escalando degrau a degrau, ate conquistar de forma digna o desejado insuflável final, transportando comigo mais uma vez a camisola do Centro Vicentino da Serra » Portalegre, entre os inúmeros sentimentos por ter conseguido transpor lealmente todas as dificuldades naturais que a montanha tinha para me testar, numa emoção interior, pessoal, profunda e indescritível...
...Inatel Piodão Hotel ****...
...após uns alongamentos, uma massagem de relaxamento e um merecido banho, era tempo de retemperar energias enquanto da refeição final,  surgindo ainda tempo de felicitar pessoalmente a Grande Senhora Margarida Henriques, o Amigo e Grande Mestre Eduardo Santos, como também alguns dos elementos presentes da organização A Associação Desportiva "O Mundo da Corrida", pelo magnifico Desafio, um Trail fascinante ao serviço de toda a comunidade presente...
...hora de regressar e no nosso regresso, ao subir-se a estrada íngreme e serpenteada, leva-se na memoria a calma, a beleza de uma aldeia histórica preservada pelo homem e pela natureza, com o desejo de regressar numa futura edição...
...entre companheiros de jornada e Amigo Eduardo Santos...
...em jeito de conclusão, foi bastante positivo a avaliação que faço na minha limitada participação, como também no restante trabalho desenvolvido através da minha voltinha diária no decorrer deste mês de Março, que encerra assim desta excelente forma mais um macrociclo...
...confesso ainda, através deste meu Uivo, que nesta minha simples formas de caminhar na vida, gosto imenso de me divertir neste desporto entre Amigos, que para estes, daqui e assim desta forma, envio um forte abraço, com a certeza que nos cruzemos brevemente num qualquer trilho...
...ate breve, lfmricardo
  

domingo, 9 de Março de 2014

"...entre Amigos..."

...após um mês de Fevereiro,  com algumas contrariedades nesta minha necessária sobrevivência profissional entre "tropas de palheiro", acrescido do rigoroso inverno, fui mantendo o equilíbrio enquanto das "voltinhas" diárias, empurrando assim este usado esqueleto entre corridas... (Chuva Dissolvente » Xutos) 
"Barragem da Mula Serra de Sintra"
...repentinamente, eis que somos brindados por uma primavera prematura, com um sol brilhante, quente, contribuindo no desenvolvimento das plantas, na reprodução cinegética dos animais e na transmissão de energia para um desejado fim de semana...(Sai P´rá Rua » Xutos)
 ...num calendário recheado de ofertas apetecidas, com inúmeras opções, decidi-me na escolha e sai do meu habitat natural, viajando tranquilamente numa contemplação da paisagem rumo ao Parque das Nações, Lisboa, mais propriamente para viver um fantástico fim de semana entre a partilha da acolhedora família do Amigo Luís Matos Ferreira... (Esta Cidade » Xutos)
"reunião da família Xutos"
...assim, entre simples partilhas, colocamos os assuntos em dia, recordamos vivências d´Aventuras, dividimos ainda algum do tempo entre duas magnificas "voltinhas" matinais de Trail Running, realizamos um passeio ate a Marina do Parque das Nações e fomos celebrar os 35 anos dos Xutos & Pontapés no agora rebaptizado de Meo Arena...(Teimosia » Xutos)
...então, na manha de sábado, deslocamos-nos ate Sintra, na busca dos agradáveis trilhos da Serra de Sintra, num percurso em circulo, tendo inicio e fim no sitio da Barragem da Mula, conquistando alguns dos pontos altos por forma a contemplar as vistas e acumular Desnível + nos Km percorridos, alguns compostos por 1,500m, com direito a passagem pelo centro de Sintra para hidratação e abastecimento dos reservatórios de agua que connosco transportávamos já vazios... (Não sou o único » Xutos)
"Grandioso Palco, Pavilhão Meo Arena" 
...para relaxar, após o merecido almoço familiar, nada melhor que a deslocação ate uma explanada de um bar na Marina do Parque das Nações, onde, nesta retemperamos forças degustando uma apetecível imperial, enquanto observamos os miúdos na sua hábil performance de patinadores em linha em completa liberdade... (Dá um Mergulho no Ar » Xutos)
"Alinhamento da noite"
...chegada a noite, era tempo de permanecer ...entre Amigos... » Xutos & Pontapés para conjuntamente festejar a partilha de 35 anos de carreira, representados num cenário construído por verdadeiros contentores, decorados por grafites numa paisagem citadina, desfilando no grandioso palco um alinhamento de aproximadamente 3horas, num transporte mental entre a vivência actual com alguns temas do novo álbum "Puro" ate ao recuar da minha adolescência nos velhinhos temas, testemunhos dos tempos...(Enquanto a noite cai » Xutos)
...não consigo contabilizar quantas vezes já partilhei de bons momentos ao vivo entre Xutos & Pontapés, esta a minha banda portuguesa preferida, tal como não consigo contabilizar os Desafios d´Aventura em que participei, tendo no entanto a certeza que sempre conclui todas estas vivências ainda que por vezes completamente de rastos, sentindo agora que permanecemos mais "atinados" e que o tempo passou demasiado rápido entre a vividas comemoração dos 20 anos "Circo de Feras" no Campo Pequeno, também nos 25 Anos "Tour" no Pavilhão Atlântico em 2004  e nos 30 Anos "Á minha Maneira" no Estádio do Restelo 16Set.2009, onde tudo isto tem sido sempre, sempre... (À minha Maneira » Xutos)
"Ferraria  São João AXtrail"
...satisfeito e com energias recarregadas, a manha de domingo apresentou-se fresca, agradável, sendo tempo de rumar na companhia do grande Ultramaratonista Luís Ferreira ate aos serpenteados trilhos de Monsanto, por onde empurramos o corpo durante uns km, contemplando momentos numa recuperação activa... (Contentores » Xutos)
"Grande Empeno » Lousã K42 AXtrail 2011"
...o regresso ate este meu Alto Alentejo, acontece após mais uma saborosa refeição, bem confeccionada pela Lena, enquanto ajustamos calendários para mais uma futura e simples partilha de fim de semana, este, entre o percorrer matinal dos trilhos em redor do meu Refugio, umas caminhadas em Alcateia pelo final da tarde, retemperando forças através dos sabores da gastronomia Alentejana... (A minha Casinha » Xutos)
"UTAbutres 2014"
...o importante de tudo isto, não é a "esforçada" descrição apresentada por mim, "limitado escritor", mas sim todas as vivências reais, sentidas, partilhadas, durante os anos em que assisto, escuto os Xutos, como também os tempos em que realizo as minhas "voltinhas diárias" que me alimentam a vontade de partir na busca dos Desafios d´Aventuras em Trail Running, onde, através destes tenho tido o privilegio de construir Amizades com pessoas extraordinárias, conforme a família Ferreira, entre outras... (Remar, Remar » Xutos)
"UTAX 2012"
...de momento, com o Desejo que os Xutos, as Vivências entre Amizades e as Voltinhas perdurem no tempo, despeço-me neste Uivo ...entre Amigos...  com um forte abraço, permanecendo muito grato a todos vocês, meus Amigos, que ao longo desta minha caminhada, me tem acompanhado, (Vida Malvada » Xutos) nas suas mais variadas formas, enriquecido assim a minha historia de vida!!! (Conta-me historias » Xutos) entre (Gritos Mudos » Xutos) neste meu, (Mundo ao Contrario » Xutos)... lfmricardo

  

sexta-feira, 31 de Janeiro de 2014

"...IV Ultra Trail Trilhos dos Abutres..."

                      ...neste meu simbólico regresso a Miranda do Corvo, capital da Chanfana, para colocar pela terceira vez este usado esqueleto a percorrer os Desafiantes Trilhos dos Abutres...
...este mítico Desafio de Trail Running "Puro e Duro" repleto de incertezas entre tudo o que o compõe, foi mais uma vez superado por mim de forma digna e honesta!!!
...a Aventura teve inicio era ainda madrugada, enquanto da saída de Portalegre numa agradável viagem na companhia dos Amigos Artur Lopes e José Presado, seguida dos normais procedimentos de secretariado assim que chegados ao Pavilhão Desportivo de Miranda do Corvo, este a Base do Desafio, onde encontramos o Amigo comum, Nuno Assis...
...observo os últimos preparativos para realizar controle de material obrigatório em km zero, obtendo acesso para o local de partida reencontrando amizades realizadas, seguidas numa partilha de recordações provocadas por vivências sucedidas nestes trilhos, enquanto aguardamos pelo tiro de partida...
...após este, inicio cauteloso, procuro o meu espaço na busca do meu ritmo, associado na jornada que tinha pela frente, consciente do meu actual estado físico, ainda que enquadrado pelas limitações que possuo neste simples lobo desportista que fui,sou e serei sempre!!!
...percorridos 5km, tem inicio o verdadeiro Desafio, repleto de extraordinários trilhos técnicos em que a menor distracção pode colocar a integridade física em risco, numa sucessão de obstáculos naturais acumulados uns nos outros, numa sequência em que a sua abordagem de transposição provoca um desgaste físico/mental devastador...
...sublinho que nesta edição fartei-me de sofrer positivamente, desconhecendo se este sentimento de maior sofrimento, surge devido a mente não se relembrar na totalidade das edições anteriores!!!
...senti as primeiras dificuldades enquanto a abordagem que me transporta a Gondramaz (30km), onde após a conquista deste pico, seguem-se os íngremes trilhos técnicos de pedras enlameadas, escorregadias numa troca infinita de transposições entre as margens das ribeiras, provocando-me as primeiras cambras musculares, seguidas no tempo por três quedas anexando numa delas uma valente cabeçada numa árvore, felizmente sem grandes gravidades, deixando-me apenas um pouco estonteado e de boné ao lado...
...consciente, reflecti decidindo reduzir o andamento por forma a não perder o ate então conquistado e progredir em segurança na abordagem de todos os obstáculos, empregando nestes a necessária lucidez, técnica, agilidade, sendo esta a melhor forma de empurrar o corpo ate ao insuflável final, cruzando este de forma digna como sempre, sem poluir os trilhos e a modalidade, cumprindo todas as regras  e respeitando todos os intervenientes, percorrendo todo o traçado sem atalhar um metro no circuito, transportando conjuntamente a camisola do Centro Vicentino da Serra que envergo agradavelmente esta época...
...no final, com o corpo massacrado e a mente satisfeita, adquiro mais um merecido troféu "Ultra Finisher Abutrico", simbolizando no tempo mais esta conquista e assim anexar aos anteriores, enquanto da celebração entre o sempre agradável reencontro do Amigo Luís Ferreira, seguida numa troca de historias, acontecimentos de Aventuras, com o pensamento direccionado em futuros Desafios com o desejo de continuar a Uivar desta forma...
...agora, é tempo de recuperar e cuidar das diversas mazelas que o corpo conquistou e contemplar tudo isto,  somente possível compreensão aos que se Aventuraram, colocando o corpo na partilha destes trilhos sobre a excelente organização Abutrica ...


...assim, neste mês de Janeiro, para alem da realização da minha possível voltinha diária, regressei, após um ano aos Desafios d´Aventuras em Trail Running, voltando a colocar em mim um dorsal, numa competição somente comigo mesmo, no magnifico Trail Centro Vicentino da Serra, aqui em Portalegre, composto por 40km c/ 1200m D+, representando a possibilidade de realizar dentro deste meu habitat natural um verdadeiro Desafio de Trail Genuíno, como também nesta Ultra Trail Trilhos dos Abutres em Miranda do Corvo, composto por 47km c/ 2300m D+ de Trail Puro e Duro!!!
...efectuei ainda a minha 44ª Dádiva Benévola de Sangue e analises de rotina para observação do corpo, obtendo resultados que me possibilitem cruzamos-nos por ai, num qualquer trilho, concluindo este meu Uivodelobo com o envio de um grande abraço de amizade a todos os meus Amigos, lfmricardo

domingo, 12 de Janeiro de 2014

"...Trail Centro Vicentino da Serra / Delta Cafés..."

...Isto sim, isto é Trail Running "Genuíno"
...assim para, registar no tempo o Grandioso Desafio "...Trail Centro Vicentino da Serra / Delta Cafés..." através deste meu Uivo, vou recuar no tempo, pois tudo teve inicio muito antes de cruzar o insuflável final, de uma vez que determinado dia surge a possibilidade para ir tomar um café na Sede do Centro Vicentino da Serra, entre a magnifica companhia do amigo José Presado, seguindo-se algumas horas ininterruptas por uma conversa fascinada numa partilha construtiva sobre a dinâmica do Trail Running Nacional, entre o que tenho tido o privilegio de viver nas minhas participações e a descrição do seu ambicioso projecto, entre todo o ate então trabalho realizado conjuntamente com o seu "Staff"...
...fiquei fascinado, por toda a dinâmica, pelo empreendedorismo empregue numa vontade em Servir todos os que hoje aceitaram percorrer e contemplar nas suas variadas formas os trilhos propostos neste extraordinário Desafio de Trail Genuíno, no qual tive o privilegio em rubricar algumas sugestões implementadas no mesmo, ainda que de forma muito discreta, conforme aprecio...
...Isto sim, é Trail Running, muito bem apadrinhado pelo exemplar casal de "Desafios a Dois" composto por Telmo Veloso e Susana Simões que nos brindaram com a sua presença entre alguns excelentes elementos da sua formação Desnível Positivo, gente que sabe muito de Trail e com quem tenho tido o privilegio de me cruzar nos trilhos de organização "The Best" por fazermos parte de um grupo que buscamos Desafios de Trail Puro, Duro, Genuíno em detrimento das apelidadas de Trail compostas por estradões...
...assim e após um ano afastado de participações em Desafios e no final de uma semana algo difícil, lá perfilei na linha de partida, envergando orgulhosamente a camisola em representação do Centro Vicentino da Serra, ainda que consciente da minha condição física actual, sem ritmo competitivo e com a devida concentração rumo ao grande objectivo do ano... 
...foram 40km muito bem delineados, fazendo justiça a um verdadeiro Desafio de Trail, muito bem marcados no seu todo, com fitas e sinal ética, algumas faixas alusivas a defesa do meio ambiente e protecção dos trilhos numa pratica da modalidade com Eco-Responsabilidade, com animadores e excelentes abastecimentos, numa demonstração de uma organização bem estruturada entre a direcção do Centro Vicentino da Serra e todos os voluntários envolvidos...
...foram 40km de algum sofrimento pela falta de ritmo que apresento, mas consciente das minhas limitações, conseguindo o equilíbrio de permanecer sereno, confiante e sentindo muita alegria e prazer por voltar a Desafiar-me, percorrendo todo o percurso de forma legal, transportando a camisola da Equipa do Centro Vicentino da Serra ate ao insuflável final de forma digna onde  reencontrei inúmeros Amigos destas vivências...
...entre estes, tive oportunidade de trocar impressões sobre o Desafio, escutando observações 5 estrelas, pois adoraram e pretendem regressar, ainda que conscientes que sempre existem alguns erros, pois somente quem não faz é quem não erra, e assim todo o "Staff" vai certamente analisar e corrigir os mesmos que possam ter surgido, sublinhando casos como o participante local em representação de um clube local que foi apanhado a atalhar o circuito de forma fraudulenta, pois possui esse habito sendo reincidente enquanto das UTSM e ainda assim foi classificado, devendo sim ser desclassificado e identificado para ser proibido de participar em Desafios dos circuitos da ATRP, pois gente deste "polui" a modalidade, contrariamente ao verdadeiro espírito exigido na mesma...
...ainda assim, esteve tudo magnifico, desde a divulgação e informação prestada, o funcionamento do secretariado, o saco do participante, o valor do Desafio com a refeição final incluída, a animação com os grupos musicais locais, as lembranças para os vencedores, a feira evolvendo produtores regionais colocando tudo isto numa demonstração, que este Desafio reúne todas as condições para crescer no tempo e proporcionar a todos os seus participantes muita qualidade de Trail verdadeiro...
...venha a próxima Edição, para nos reencontramos, pois pretendo continuar a Uivar!!!
...despeço-me por momentos vergando-me a aplaudindo toda a organização deste extraordinario Desafio "...Trail Centro Vicentino da Serra / Delta Cafés..."
...Grande abraço, lfmricardo

domingo, 22 de Dezembro de 2013

"...Um Santo Natal e Feliz Ano 2014..."

...caminhamos nesta época festiva, que se aconselha celebrada entre familiares e amigos no aconchego do lar, praticando gestos solidáriosevitando o consumismo a que o marketing comercial deturpa na sua essência, esta tradicional celebração...
...continuando no tempo, na sua própria toada, para que este velho ano termine, dando inicio sem qualquer interrupção a um novo ano de 2014, que se deseja promissor, entre 365 oportunidades de sonhos e projectos...
...mantenho-me a correr diariamente de forma gratuita, enquanto não me imporem algum imposto para tal, permanecendo ainda numa satisfação redobrada pelo facto de conseguir ser uma fonte positiva de criatividade e inspiração através desta minha Alcateia Uivosdelobo, entre aqueles que com o tempo se dizem ter transformado nas mais variadas formas de Alcateias e competitivos Lobos, que segundo alguns ate já Uivam...
...assim, desta humilde forma, apresento o desejo de "...Um Santo Natal e Feliz Ano 2014..." para todos os meus Familiares e Amigos, que acreditam em mim, incentivam, apoiam e acompanham este meu espaço de Alcateia Uivosdelobo.blogspot.pt, despedindo-me por momentos neste Uivo, enviando um grande abraço, deste velho Lobo, lfmricardo...




sábado, 30 de Novembro de 2013

"...Uivo equilibrado em Novembro..."

...tenho o privilegio de viver na proximidade com a natureza, ser conhecedor deste meu habitat natural, entre todas as vivências desta serra, deste campo, em pleno Parque Natural da Serra de São Mamede, reencontrando uma qualidade de vida longe do stress das grandes cidades...
...mantenho uma vida equilibrada, de forma simples e discreta, canalizando energias nos projectos pessoais, correndo livremente ao sabor desta mesma liberdade entre todas as minhas reconhecidas limitações, permanecendo atento ao crescimento que a modalidade do trail running tem obtido conforme se observa no actual calendário nacional entre ofertas com qualidade e sem qualidade supostamente...
...continuo sem apreciar a competição entre o cronometro e a classificação, permanecendo um modesto desportista amador, possuidor de um enorme fascínio em colocar este usado esqueleto em Desafios d´Aventuras de ultra distancias e acumulados de desnível consideráveis, usufruindo da natureza com o maior respeito pela mesma, na busca  de superação e realização do Desafio pessoal, entre o respeito e amizade de todos os intervenientes, permanecendo assim nas minhas origens, mantendo, alimentando este vicio forte, mas saudável...
...assim neste balanço intimo, procuro seleccionar novos azimutes que me transmitam medo, liberdade, felicidade, crescimento, motivação enquanto da realização da voltinha diária que representa todo o trabalho de preparação numa viagem que me transporta ate a conclusão dos objectivos estabelecidos, representando todo este processo a continuidade dos meus sonhos, projectos ou ideais...
...consciente do necessário, possuidor de um confidencial rascunho de apetecíveis Desafios, permaneço concentrado na sua própria essência, tendo mantido o equilíbrio no decorrer deste mês de Novembro, sem a necessidade de aumentar o numero de horas e km percorridos, evitando desgastar-me ou expor-me...
 ...um grande abraço, lfmricardo

   

quinta-feira, 31 de Outubro de 2013

"...Uivo, entre incertezas..."

...lutando contra as inúmeras adversidades ocorridas neste difícil ano de 2013, senti ser necessário prolongar o 1ºMesociclo de trabalho de base, neste mês de Outubro, conseguindo não só manter as voltinhas diárias continuas livres, descontraídas, como também aumentar de forma gradual um pouco a intensidade e as distancias...
...assim, entre inúmeras contrariedades contabilizei mais algumas horas e km, sendo o mais importante de tudo isto o facto de ter conseguido um desejado e necessário equilíbrio, concluindo o mesmo com a minha 43ª Doação Benévola de Sangue...
...tudo indica estar bem, restando-me recuperar um pouco nestes próximos dias, aproveitando para acompanhar como desde sempre e ao vivo a 27ª Baja TT de Portalegre na companhia de alguns amigos desta arte, saboreando em redor das pistas algumas iguarias gastronómicas alentejanas que irão com toda a certeza repor todas as energias despendidas ate então...
...desejoso que este maldito ano termine, observo alguns Desafios no calendário de 2014, mesmo consciente das dificuldades financeiras inerentes, conjuntamente com a instabilidade profissional provocada pela intenção do M.A.I. em fechar a unidade onde
presto serviço, originando tudo isto na incerteza de permanecer ou não em Portalegre, como também da disponibilidade necessária para treinar devidamente para realizar alguns dos desejados Desafios...
...ate então, resta-me ir aguardando pela definição das decisões e permanecer o mais tranquilamente possível entre a minha Alcateia, continuando a correr diariamente e assim iniciar o meu 2ªMesociclo de trabalho especifico, enquadrado com a minha disponibilidade físico/mental e o mais económico possível...
...um abraço, pois amanha será um novo dia!!!
lfmricardo